consultores_ale.jpg

Alessandra Pereira

Com 20 anos de experiência profissional, é jornalista, pós-graduada em Sustainable Business pela Universidade de Cambridge (Reino Unido). Sócia e consultora da Società, é também instrutora do Projeto Caleidoscópio, voltado para a integração social e laboral de profissionais que se encontram em situação de refúgio no Brasil. 

Possui experiência em planejamento, diagnóstico e gestão estratégica de comunicação e sustentabilidade para organizações de diferentes portes e setores. 

 

Desenvolveu projetos para clientes como Coca-Cola, Fundo Vale, Vale, Petrobras, Petrobras Distribuidora, Itaú Unibanco, Instituto Votorantim, Instituto C&A, Grupo Algar, Grupo Estado, CEBDS, Instituto Ethos e FGV-GVCes. 

Participou da elaboração da metodologia do Programa Tear – de implantação de práticas de responsabilidade social nas pequenas e médias empresas brasileiras. 

Foi responsável pela coordenação editorial da pesquisa Condições de Trabalho na Cadeia Produtiva da Moda, desenvolvida para o Instituto C&A. Atua em projetos relacionados aos temas condições de trabalho, direitos humanos, impactos socioambientais na cadeia de valor e cidades sustentáveis. 

raquel.png

Raquel Sabrina

Sócia fundadora da Società, possui 15 anos de experiência em projetos de sustentabilidade e é especialista em definição de estratégia de sustentabilidade e relacionamento com stakeholders, incluindo o atendimento a grandes empresas no Brasil - como Natura, Banco do Brasil, Pernambucanas, Petrobras, Unilever, Itaú e Santander. Como consultora, participou de processos de engajamento nas empresas BR Distribuidora, Santander, Itaú, Sanofi, Toyota, Febrabran, Goodyear, Allianz Seguradora, Roche, Instituto C&A e Instituto Votorantim. 

 

Atuou como consultora em pesquisas sobre condições de trabalho e direitos humanos no Brasil, com foco em questões de Gênero, Imigração, Trabalho Infantil e Trabalho Escravo. Foi coordenadora adjunta de uma pesquisa de um ano sobre os Impactos da cadeia do setor têxtil em todo o país para o Instituto C&A, sendo responsável pela análise de dados e conclusões da publicação ‘Condições de trabalho na cadeia produtiva da moda’. Realizou também pesquisa sobre os impactos socioambientais da cadeia da indústria da construção civil e do cacau, com foco em condições de trabalho e também com destaque para a presença de imigrantes no setor para a Organização Internacional do Trabalho (OIT). 

 

Sua experiência inclui, ainda, engajamento de stakeholders e criação de indicadores de sustentabilidade para cidades e para a gestão de políticas públicas.

rita.png

Rita Nardy

Com mais de quinze  anos de experiência profissional,  é bióloga, jornalista e mestre em Ecologia e Recursos Naturais (UFSCar). Sócia e consultora da Società, é também doutoranda e coordenadora da linha de pesquisa Redes digitais e sustentabilidade, do Centro de Pesquisas Internacional Atopos (ECA USP). É conselheira independente da ponteAponte e integra a equipe de professores e pesquisadores da Plataforma Internacional de Cidadania Digital (cidig - www.plataformacidadaniadigital.com.br/)


Foi coordenadora de planejamento e estratégia em sustentabilidade corporativa na Duratex, empresa do grupo Itaúsa.  Foi também consultora de Sustentabilidade na Report, à frente de projetos com grandes empresas, tais como eneva, J&J, Unilever e Banco do Nordeste, entre outras. Trabalhou na área de comunicação do Instituto Akatu para o consumo consciente e colaborou com pesquisas de mercado e de opinião na Cenários  -  Diagnósticos e pesquisas empresariais. Foi consultora de planejamento e comunicação em ecoturismo, pela Econsult.


Foi, ainda, produtora executiva do Projeto “Deslocamento criativo”, apoiado pela Secretaria de Cultura do Governo do estado de São Paulo, entre outros parceiros. O projeto construiu uma plataforma digital com foco em refugiados do Oriente Médio e da África, que vivem na cidade de São Paulo e atuam na área de economia criativa. Em 2016, participou do curso “Enterprise Live: Leading in the Midst of Complexity”, na Schumacher College (UK).

foto tati_edited.jpg

Tatiane Silingovschi

Mestre em conservação ambiental e desenvolvimento sustentável pela ESCAS/IPÊ, pós-graduada em gestão estratégica pela FUNDACE/USP é formada em geografia pela UFU e atuou em projeto de disseminação de habilidades voltadas ao empreendedorismo social na Croácia. Possui mais de 10  anos de vivência na área de sustentabilidade, especificamente em projetos de planejamento estratégico, engajamento de stakeholders e gestão da cadeia de valor.

 

Trabalhou nas companhias Itautec e Duratex, pertencentes ao Grupo Itausa atuando principalmente na integração e definição do planejamento estratégico de sustentabilidade e no acompanhamento e definição de indicadores e metas ambientais e sociais. Foi responsável pela área de sustentabilidade na Algar Agro (Grupo Algar),  desenvolvendo ações voltadas para o engajamento de colaboradores, fornecedores e clientes e gestão dos compromissos voluntários multistakeholders de combate ao desmatamento, também atuou como co-líder de inovação, apoiando ações de tutorias e parcerias com startups e análise de critérios de sustentabilidade voltados a novos negócios. Também atuou como professora do curso de pós-graduação de Sustentabilidade e Finanças Corporativas da Uniube.